Manifestantes apoiam militares que fizeram rebelião em quartel venezuelano

Caracas, 6 ago (EFE).- Dezenas de pessoas se manifestaram em apoio a um grupo de militares que se rebelou neste domingo contra o presidente Nicolás Maduro em uma base militar no centro-norte da Venezuela, um evento que, segundo o governo, já foi controlado pelas Forças Armadas.

Os manifestantes, moradores do chamado Forte Paramacay, onde o levante aconteceu, foram dispersados pelas forças de segurança enquanto cantavam o hino nacional e gritavam palavras de apoio aos militares insurgentes.

O ato começou após a divulgação da notícia de que homens com uniformes militares invadiram o quartel com o objetivo de tentar tomar seu controle, mas foram detidos pelas Forças Armadas. Os primeiros manifestantes começaram a pedir a pedestres que passavam pelas imediações da base para que se unissem a eles.

Uma fonte militar disse à Agência Efe que pelo menos oito dos 20 insurgentes tinham sido detidos. Entre os integrantes do grupo havia três oficiais de baixa patente, um sargento paraquedista da reserva, um tenente que desertou há três meses, um integrante de uma milícia e cinco civis.

O levante aconteceu na manhã de hoje e foi informado através de um vídeo em que um grupo de cerca de 20 homens armados e uniformizados acompanha um porta-voz que se identifica como "capitão Juan Caguaripano" e "comandante da operação David Carabobo".

Caguaripano, que deixou a FANB em 2014 durante uma onda de protestos contra o governo, disse estar "em rebeldia" contra "a tirania assassina de Nicolás Maduro". Além disso, afirmou que o levante não foi um "golpe de Estado".

Mais tarde, o dirigente chavista Diosdado Cabello disse que o controle do forte tinha sido retomado e que o cenário já era de "absoluta normalidade".

Nos últimos meses, vários militares foram detidos pela Contrainteligência Militar venezuelana por estarem envolvidos com supostos planos de insurreição, entre eles alguns generais, mas as autoridades reiteraram o respaldo firme da FANB ao governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos