Cingapura tem primeira mulher a se candidatar à presidência do país

Bangcoc, 7 ago (EFE).- A presidente do Parlamento de Cingapura, Halimah Yacob, anunciou que está deixando seu cargo para se tornar a primeira mulher a se candidatar à presidência na história do país, nas eleições que vão acontecer em setembro.

Halimah entregará hoje sua ata de parlamentar ao primeiro-ministro, Lee Hsien Loong, após divulgar na véspera sua decisão durante um jantar formal por causa do Dia Nacional da cidade-estado, que na terça-feira celebra 52 anos de independência, informou a imprensa local.

As eleições para presidente de Cingapura do mês que vem são reservados para candidatos de etnia malaia, conforme as leis aprovadas em 2016, com o objetivo de abranger a multiculturalidade da sociedade cingapuriana.

A política, de 62 anos, está há 40 anos trabalhando no serviço público e, em janeiro de 2013, foi a primeira mulher a ocupar o posto de porta-voz do Parlamento nacional.

Membro do Legislativo desde 2001 pelo Partido de Ação Popular, Halimah também trabalhou nos ministérios de Desenvolvimento Comunitário, Juventude e Esporte (2011-2012), e Social e Desenvolvimento Familiar (2012-2013).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos