Guterres afirma que Venezuela vive "momento crítico" e pede negociações

Nações Unidas, 7 ago (EFE).- O secretário-geral da ONU, António Guterres, assegurou nesta segunda-feira que a Venezuela vive um "momento crítico para o futuro do país" e urgiu todas as partes a negociar para pôr fim à crise.

"O secretário-geral está seguindo de perto os recentes eventos na Venezuela. Neste momento crítico para o futuro do país, urge todos os venezuelanos a fazer todos os esforços possíveis para reduzir tensões e entabular negociações políticas", declarou seu porta-voz, Stéphane Dujarric, em um breve comunicado.

Dujarric, que nos últimos dias tinha sido perguntado em várias ocasiões sobre a Venezuela em suas entrevistas coletivas, preferiu não se pronunciar por enquanto sobre assuntos como a implementação da Assembleia Nacional Constituinte.

No comunicado de hoje, o chefe da ONU insistiu nos apelos ao diálogo e à negociação política que repetiu várias vezes durante os últimos meses.

Guterres apostou desde o começo da crise em respaldar as tentativas de mediação entre o governo e a oposição e em insistir na necessidade de uma saída negociada.

Enquanto isso, o alto comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad al Hussein, expressou em numerosas ocasiões sua preocupação pela situação no país e exigiu que as autoridades respeitem a liberdade de expressão, assembleia e manifestação pacífica dos cidadãos.

Além disso, Zeid pediu a libertação imediata de todos os detidos por exercer suas liberdades fundamentais, incluindo os líderes opositores Antonio Ledezma e Leopoldo López.

A Venezuela vive desde abril uma série de manifestações a favor e contra o governo, que já deixaram 121 mortos, situação que se aguçou desde a instalação da Assembleia Constituinte na sexta-feira passada, que não é reconhecida pela oposição e vários governos e organismos internacionais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos