Há 9 meses foragido, cunhado de ex-ministro argentino é detido

Buenos Aires, 7 ago (EFE).- A polícia da Argentina deteve Claudio Minnicelli, cunhado do ex-ministro de Planejamento do país Julio De Vido, que estava foragido há nove meses e com uma ordem de prisão internacional por seu suposto envolvimento em um caso de contrabando, informaram nesta segunda-feira à Agência Efe fontes oficiais.

O procedimento, que aconteceu na noite de domingo na localidade de Chapadmalal, província de Buenos Aires, foi possível graças às informações fornecidas às forças de segurança por uma pessoa próxima a Minniceli, em troca de uma recompensa de 250 mil pesos (cerca de R$ 40 mil)

"A impunidade acabou na Argentina", disse a ministra de Segurança do país, Patricia Bullrich, em uma mensagem no Twitter após anunciar a detenção.

Em outubro do ano passado, a justiça emitiu uma ordem de prisão nacional e internacional contra Minnicelli, de 52 anos, que estava foragido por seu envolvimento no caso conhecido como "a máfia dos containers", no qual são investigados um grupo de empresários e funcionários da alfândega que liberavam containers com produtos contrabandeados, revelou a agência estatal "Télam".

Nesta segunda-feira, Patricia oferecerá uma entrevista coletiva para dar mais detalhes sobre o caso.

O detido é irmão de Alessandra Minnicelli, esposa de De Vido, que está sendo investigada por suposta fraude em relação a fundos públicos destinados a uma produção televisiva durante o governo de Cristina Kirchner (2007-2015).

Seu marido, que foi ministro de Planejamento durante os governos de Cristina e Néstor Kirchner (2003-2007), também tem várias causas abertas na justiça por corrupção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos