Pyongyang condena sanções da ONU e ameaça com represálias contra EUA

Seul, 7 ago (EFE).- A Coreia do Norte condenou nesta segunda-feira as novas sanções adotadas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas contra eles e ameaçou com represálias aos Estados Unidos se o país mantiver a sua política "hostil".

"Cobraremos o preço devido aos Estados Unidos pelo seu odioso crime contra a nossa nação e o nosso povo", diz o texto publicado pela agência estatal norte-coreana "KCNA".

No documento, o regime de Kim Jong-un considera que as sanções aprovadas no sábado passado constituem uma violação da sua soberania e do seu direito ao desenvolvimento.

"Faremos uma ação justa e decisiva (contra os Estados Unidos) tal e como já advertimos", continua o texto.

Os 15 países do CS adotaram por unanimidade no último sábado uma resolução que levou um mês de negociações e resultou em sanções que representam US$ 1 bilhão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos