Destituição de procuradora venezuelana é quebra do estado de direito, diz ONU

Genebra, 8 ago (EFE).- O Escritório das Nações Unidas para os Direitos Humanos disse nesta terça-feira que a destituição da procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega, é mais uma demonstração da ruptura do estado de direito no país.

"A destituição da procuradora-geral (da Venezuela) está na linha do que estivemos denunciando, que o estado de direito no país foi rompido e a fratura está aumentando", afirmou em uma coletiva de imprensa a porta-voz do Escritório, Ravina Shamdasani.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos