Drone iraniano se aproxima de avião de guerra dos EUA no Golfo Pérsico

Manama, 8 ago (EFE).- Um avião não tripulado iraniano se aproximou a apenas 100 pés (31 metros) de um avião de guerra americano que pretendia aterrissar em um porta-aviões no Golfo Pérsico e que teve que realizar uma manobra para evitar a colisão, informou nesta terça-feira a Quinta Frota dos Estados Unidos, com base no Bahrein.

Em um comunicado, o exército americano disse que o drone fez "mudanças na altitude de maneira insegura e pouco profissional", apesar dos "repetidos apelos por rádio para que se mantivesse afastado".

O avião de guerra teve que realizar manobras para evitar a colisão, segundo a nota, já que houve "risco", porque estava a aproximadamente 31 metros de distância vertical.

Ainda de acordo com o comunicado, "esta é a 13ª interação insegura e/ou pouco profissional entre as forças marítimas americanas e iranianas em 2017".

Segundo a marinha dos EUA, um total de 35 episódios considerados "inseguros e/ou nada profissionais" aconteceram em 2016 com embarcações da república islâmica, e 23 em 2015.

No último dia 25 de julho, um navio da marinha americana fez disparos de advertência para um barco patrulheiro do Irã em águas do norte do Golfo Pérsico, conforme informou à Agência Efe uma porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA.

Segundo esta fonte, o navio iraniano, pertencente, aparentemente, ao corpo de Guardiães da Revolução do país persa, se aproximou a cerca de 140 metros do navio de patrulha americano USS "Thunderbolt", que reagiu com os disparos de aviso.

No Bahrein fica a base da Quinta Frota Naval dos EUA, que tem seu centro de operações na capital, Manama. Na região, o país tem ainda bases em Kuwait e Catar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos