Jovem rifenho ferido durante protestos morre no Marrocos

Rabat, 8 ago (EFE).- O jovem rifenho (um dos povos berberes) Imad Attabi, de 24 anos, morreu nesta terça-feira após ser ferido gravemente na cabeça no último dia 20 de julho em choques com a polícia marroquina durante um protesto na cidade de Al Hoceima, no norte do Marrocos.

Segundo um comunicado do Procurador do Rei perante o Tribunal de Apelação de Al Hoceima, o jovem morreu hoje no Hospital Militar de Rabat.

Imad Attabi era um dos centenas de jovens que no último dia 20 de julho atendeu à convocação do "Hirak Chaabi" (movimento popular rifenho) e saiu para se manifestar em Al Hoceima, apesar de o protesto ter sido expressamente proibido.

A polícia marroquina utilizou um grande número de bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes nos diferentes pontos onde estavam agrupados, e aparentemente foi no bairro de Afazar que um desses projéteis atingiu diretamente a cabeça do jovem, que teve um estilhaço alojado dentro do cérebro.

Desde que Imad foi internado, seu estado era de "morte cerebral", embora poucas informações sobre suas condições de saúde tenham sido divulgadas.

A Procuradoria acrescentou em seu comunicado que já tinha ordenado uma investigação profunda sobre o incidente que causou a morte do jovem e que as investigações continuarão e irão até "o mais longe possível".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos