Supremo venezuelano ordena prisão e inabilitação de prefeito opositor

Caracas, 8 ago (EFE).- O Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela (TSJ) declarou nesta terça-feira a inabilitação política do prefeito de Chacao, o opositor Ramón Muchacho, e o condenou a 15 meses de prisão por permitir o desenvolvimento de protestos contra o governo na região.

"A Sala Constitucional do TSJ sanciona com 15 meses de prisão Ramón Muchacho", informou o Supremo através da rede social Twitter, embora a sentença ainda não tenha sido divulgada.

Em outra mensagem na plataforma, a "Sala Constitucional do TSJ declarou falta absoluta e inabilitação política ao cidadão Ramón Muchacho".

Chacao é o município do leste de Caracas no qual têm ocorrido muitos dos protestos contra o governo organizados nos últimos quatro meses e foi palco de confrontos violentos entre manifestantes e forças de segurança que já deixaram mais de 120 mortos em todo o país.

O prefeito, que ainda não foi preso, divulgou uma mensagem através das redes sociais na qual diz que "todo o peso da injustiça revolucionária" caiu sobre ele e sobre Chacao.

"Somos condenados por fazer o nosso trabalho, por garantir o legítimo direito ao protesto pacífico e o exercício dos direitos civis e políticos dos venezuelanos. Somos condenados por lutar por uma mudança na Venezuela", diz o texto.

Muchacho também afirmou que "as próximas horas serão difíceis" para ele e que suas comunicações estarão severamente limitadas, motivo pelo qual pediu "serenidade e fortaleza".

Ramón Muchacho foi condenado por permitir protestos da oposição, algo que o Supremo ordenou a ele e a outros 13 prefeitos opositores a evitar. A prisão de 15 meses já foi decretada a outros três prefeitos.

Está previsto para esta terça-feira um protesto em todo o país convocado pela aliança opositora Mesa da Unidade Democrática que consistirá em um fechamento de ruas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos