Ilha de Guam vira novo alvo de embate entre Estados Unidos e Coreia do Norte

Washington, 9 ago (EFE).- A estratégica situação no Pacífico Ocidental da ilha de Guam, onde vivem 160 mil habitantes, a transformou em desejo expresso do regime norte-coreano dentro da escalada de tensões entre EUA e Coreia do Norte.

Guam, território americano desde 1898, está no meio do caminho entre a Coreia do Norte e o arquipélago do Havaí, e essa proximidade faz com que seja vista como meta pelo líder norte-coreano, Kim Jon-un, cujos testes de mísseis mostraram dificuldades para distâncias mais longas.

A ilha, a maior do arquipélago das Ilhas Marianas, está localizada a 3.400 quilômetros ao sudeste da Coreia do Norte e a 6.500 quilômetros ao oeste de Honolulu, capital do estado do Havaí.

Guam conta com um importante contingente militar americano, destacado em uma base naval e na base aérea Andersen, onde estão desdobrados um total de 6 mil soldados e que controla 40% do território.

Fruto de sua remota posição geográfica, as principais fontes de investimento procedem das Forças Armadas americanas e do turismo, especialmente de japoneses.

Os habitantes de Guam são cidadãos americanos por nascimento, mas não contam com representação formal no Congresso do país norte-americano e nem podem votar nas eleições presidenciais.

A ilha foi reclamada pela Espanha em 1565, pouco após ser localizada por Fernão de Magalhães em sua volta ao mundo pelo Pacífico, e pertenceu à Coroa espanhola até a Guerra Hispano-Americana de 1898, quando passou a fazer parte dos EUA.

Durante três décadas, foi uma importante parada na rota dos galeões espanhóis entre Manila (Filipinas) e Acapulco (México).

Na Segunda Guerra Mundial (1939-1945) foi ocupada temporariamente pelos japoneses e posteriormente teve um papel importante durante a Guerra do Vietnã, como base de abastecimento, na década de 60 e princípios de 70.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos