Oposição diz que algoritmo gerou vantagem de 11 pontos a favor de Kenyatta

Nairóbi, 8 ago (EFE).- O líder da oposição do Quênia, Raila Odinga, denunciou nesta sexta-feira que os "hackers" do partido governante introduziram um algoritmo no sistema informático de contagem de votos que gerou uma vantagem constante de 11 pontos a favor do presidente do país, Uhuru Kenyatta.

A Super Aliança Nacional, coalizão liderada por Odinga, enviou à Comissão Eleitoral um registro de supostos acessos ilegais ao sistema nos quais foram introduzidas ordens e programas para alterar a contagem dos 47 condados do país.

Estas introduções, assegura, foram executadas utilizando a identidade do diretor de telecomunicações da Comissão Eleitoral, Chris Msando, cujo corpo foi achado há dez dias com um braço amputado.

A primeira incursão no sistema ocorreu às 12h37 de ontem, em plena jornada eleitoral, e foram instalados diferentes programas que permitem controlar os arquivos das bases de dados da Comissão.

Às 12h38, foi introduzido um algoritmo para manter uma vantagem de 11 pontos entre os votos de Kenyatta e os de Odinga, e às 12h41 houve três novas entradas, uma delas para tentar apagar todos estes movimentos, denuncia a oposição.

Trata-se, segundo Odinga, de uma conspiração "em massa" e largamente planejada que eleva "a fraude" do regime presidencial a "outro nível", e lembra que só Msando tinha autorização para acessar todos os sistemas manipulados.

"As eleições gerais foram uma fraude. Kenyatta disse que não necessitava de eleitores para ganhar. Tudo isto afetou de uma forma definitiva os resultados, é uma tragédia de proporções monumentais, um desastre absoluto. Não o queremos como líder", conclui Odinga.

Com um 75% dos votos apurados, a Comissão Eleitoral outorga a vitória ao presidente com 54% dos votos e uma vantagem de dez pontos sobre líder da oposição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos