Peña Nieto posta e apaga pouco depois foto com cantor ligado ao narcotráfico

Cidade do México, 9 ago (EFE).- O presidente do México, Enrique Peña Nieto, publicou e retirou em poucas horas das redes sociais uma foto com o cantor Julión Álvarez, acusado nesta quarta-feira pelos Estados Unidos de ter vínculos com o narcotráfico.

A imagem foi publicada na segunda-feira na conta oficial do presidente no Instagram. A foto foi tirada em uma visita ao estado de Chiapas e apagada pouco depois, sem explicação.

Na legenda, o presidente destacou que aquela era sua primeira visita ao Cañón del Sumidero e que estava acompanhado do governador de Chiapas, Manuel Velasco, de Álvarez e de um guia turístico.

Peña Nieto usava um colete salva-vidas laranja, assim como Velasco, o guia e o cantor mexicano, todos em um barco durante o percurso pelo Cañón del Sumidero.

O governo de Chiapas ainda mantém em sua página oficial a foto de Peña Nieto durante o percurso com uma forma de promover os destinos turísticos do estado e os trabalhos de limpeza que as autoridades locais fizeram no Cañón del Sumidero.

Álvarez, de 34 anos, nasceu em Chiapas e participou de campanhas turísticas de seu estado.

Além dele, foi acusado de ter vínculos com o narcotraficante Raúl Flores Hernández jogador mexicano Rafael Márquez, ex-Barcelona.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos