Rafa Márquez se apresenta à justiça após acusação de ligação com narcotráfico

Cidade do México, 9 ago (EFE).- O zagueiro Rafa Márquez, ex-jogador do Barcelona e que atualmente defende o Atlas, se apresentou voluntariamente nesta quarta-feira à Procuradoria Geral da República do México para depor após ter sido acusado nos Estados Unidos de ter laços com o narcotráfico.

A PGR informou em boletim que trabalha coordenadamente com o Departamento do Tesouro dos EUA, ao mesmo tempo em que atua conforme a lei vigente nem seu país. As autoridades se limitaram a informa que o atleta se encaminhou à procuradoria de maneira voluntária e não deram detalhes sobre o depoimento. "A investigação está em curso em estreita colaboração com as autoridades americanas", disse em nota.

O Governo dos EUA impôs punições a Márquez e ao cantor mexicano Julión Álvarez, acusados de terem ligação com o narcotraficante Raúl Flores Hernández, pouco conhecido, mas muito influente e relacionado aos cartéis de Sinaloa e Jalisco.

Após uma investigação do Departamento do Tesouro e da Agência Antidrogas (DEA) sobre Flores, que durou anos, 22 mexicanos e 43 empresas foram punidos.

De acordo com o Tesouro, Márquez e Álvarez têm uma relação duradoura com o traficante, atuaram como testa de ferro e foram beneficiados com isso. Todos eles tiveram os bens em território americano congelados e não podem receber qualquer transação financeira proveniente dos EUA, mas não foram submetidos a encargos penais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos