Supremo venezuelano condena mais um prefeito opositor à prisão

Caracas, 10 ago (EFE).- O Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela (TSJ) condenou a 15 meses de prisão e decretou a inabilitação política do prefeito opositor David Smolansky, do município de El Hatillo, em Caracas, por permitir o desenvolvimento de protestos antigovernamentais nesse setor.

"A Sala Constitucional do TSJ sanciona Smolansky com 15 meses de prisão", informou o Supremo, após uma audiência de mais de quatro horas realizada na presença do prefeito, através de sua conta no Twitter.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos