Premier do Canadá confirma libertação de canadense detido na Coreia do Norte

Toronto (Canadá), 10 ago (EFE). - O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, confirmou nesta quinta-feira a libertação da Coreia do Norte do cidadão canadense Hyeon Soo Lim, que ficou detido pelas autoridades norte-coreanas por mais de dois anos.

Trudeau emitiu um comunicado horas depois de os meios de comunicação oficiais de Pyongyang anunciarem a soltura de Lim, de 62 anos.

"Estou satisfeito e aliviado de confirmar que o pastor Lim foi libertado da prisão na Coreia do Norte e que logo estará com sua família e seus amigos no Canadá. O governo do Canadá se envolveu de ativamente no caso de Lim. Em particular, quero agradecer à Suécia, o nosso poder representante na Coreia do Norte, pela ajuda", declarou ele.

A libertação de Lim, um pastor presbiteriano que foi detido pela Coreia do Norte em 2015 acusado de formar complô contra o regime do país, aconteceu dois dias depois de Trudeau enviar a Pyongyang uma delegação liderada pelo seu assessor de segurança canadense, Daniel Jean.

O pastor foi preso quando cruzou a fronteira entre China e Coreia do Norte para uma missão humanitária no país e foi condenado a trabalhos forçados. Segundo informações publicadas hoje, o estado de saúde dele é delicado, já que perdeu muito peso e sofreu com várias doenças.

A previsão é de que Lim volte ainda hoje para o Canadá em um avião do governo canadense e acompanhado de um médico.

Trudeau afirmou que "a saúde e o conforto" de Lim são a maior preocupação para o governo do Canadá.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos