Diretor de instituto de pesquisa indica que Maduro tem 17% de apoio popular

Caracas, 11 ago (EFE).- O diretor do Instituto Datanálisis, Jose Antonio Gil, afirmou nesta sexta-feira que o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, tem apenas 17% de apoio da população.

As declarações foram dadas pelo especialista em uma entrevista à "Unión Rádio", mas Gil não deu detalhes de quando a pesquisa foi feita e nem informou quantas pessoas foram entrevistadas.

Segundo ele, 74% dos venezuelanos não esperam que a solução dos problemas do país venha da Assembleia Nacional Constituinte, instalada no país na última semana e apoiada por Maduro.

Sobre a Assembleia Constituinte, eleita no último dia 30 de julho, Gil afirmou que, segundo as pesquisas feita pelo Datanális antes da votação, 3,4 milhões de venezuelanos pretendiam votar. Segundo os dados do Conselho Nacional Eleitoral (CNE), no entanto, mais de 8 milhões de pessoas foram às urnas no pleito.

As eleições da Constituinte foram classificadas pela oposição como "fraudulentas". A empresa Smartmatic, responsável pela apuração no país, disse que os resultados sobre a participação divulgados pelo CNE foram manipulados.

As declarações de Gil foram dadas um dia depois de Maduro ter afirmado em rede nacional de televisão e rádio que o presidente do Datanálisis, Luis Vicente León, o informou que o apoio ao seu governo é de 35%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos