Incêndios afetam 1.100 hectares de florestas na Albânia

Tirana, 11 ago (EFE).- Os incêndios que atingem a Albânia há dez dias, provocados pelas temperaturas mais altas dos últimos 80 anos, afetaram até esta sexta-feira mais de 1.100 hectares de florestas e matas, dos quais 230 foram totalmente destruídos.

O país não conta com recursos suficientes para controlá-los, pois apenas 23 dos 61 municípios do país dispõem de serviços de bombeiros, e 70% do aparato contra incêndios têm mais de 50 anos de idade.

O Ministério do Meio Ambiente informou hoje que o prejuízo causado pelo fogo passa das centenas de milhares de euros, segundo um balanço provisório.

Dos 280 incêndios registrados desde o início da onda do calor, há dez dias, 19 continuam ativos nos distritos de Tirana, Dibër, Elbasan, Vlorë e Gjirokastër, segundo o relatório publicado pela Direção Geral de Emergências.

O trabalho para enfrentar esta difícil situação envolve 8.261 pessoas do departamento de emergências, Forças Armadas, funcionários de câmaras municipais e voluntários, que mobilizaram 973 veículos de terra, dois helicópteros e três aviões.

A polícia deteve 20 pessoas acusadas de causar incêndios intencionalmente.

No entanto, segundo as autoridades, a maioria dos incêndios foi provocada pelo descuido humano e alimentada pelas altas temperaturas, que na quinta-feira chegaram a 41,5 graus centígrados. EFE

md/cs

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos