Portugal luta contra 2 grandes incêndios ativos no centro do país

Lisboa, 11 ago (EFE).- Cerca de mil bombeiros, com apoio de meios terrestres e aéreos, estão combatendo nesta sexta-feira dois grandes incêndios que permanecem ativos nos distritos de Setúbal e Santarém, no centro de Portugal.

Em ambos os casos, o fogo apresenta "sinais de que começa a ceder", conforme declarou à imprensa a porta-voz da Autoridade Nacional de Proteção Civil, Patrícia Gaspar.

No total, oito incêndios continuam ativos esta manhã no país, mas apenas esses dois são considerados de "grandes dimensões" e "preocupantes".

Como medida de precaução, as autoridades locais mantêm interditadas várias estradas da região, entre elas uma rodovia nacional.

O incêndio que mobiliza mais recursos é o que foi declarado na quarta-feira nos limites municipais de Abrantes, em Santarém, onde 731 bombeiros combatem as chamas, com apoio de 240 veículos e oito aviões, entre os quais há dois espanhóis e um marroquino.

No foco de Grândola, no distrito de Setúbal, cerca de 250 bombeiros, apoiados por 74 veículos e dois helicópteros, trabalham para conter as chamas.

Segundo a porta-voz da Autoridade Nacional de Proteção Civil, para as próximas horas não são esperadas grandes mudanças nas previsões meteorológicas, marcadas por altas temperaturas no centro do país e acompanhadas de ventos com rajadas fortes.

A situação hoje, no entanto, é melhor que a de ontem, dia em que, segundo o balanço oferecido por Patrícia Gaspar, foram mais de 200 focos em todo o país.

Um deles obrigou inclusive a interdição do trânsito na rodovia A1, que liga as cidades de Lisboa e Porto, em seu trecho que passa pelo município de Mealhada, no distrito de Aveiro, no centro do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos