Chanceler venezuelano faz reunião com encarregado de negócios dos EUA no país

Caracas, 12 ago (EFE).- O chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, se reuniu neste sábado com o encarregado de negócios dos Estados Unidos em Caracas, Lee McClenny, depois de o presidente americano, Donald Trump, ter afirmado que não descarta usar uma "opção militar" para solucionar a crise contra o regime de Nicolás Maduro.

O encontro ocorreu após uma convocação feita pelo Ministério de Relações Exteriores da Venezuela para todos os diplomatas que atuam no país para denunciar a "ameaça" de Trump. Segundo a emissora estatal "VTV", 62 representantes de governos e órgãos internacionais responderam ao chamado e foram ao órgão.

"Conversamos com o encarregado de negócios dos EUA, que certamente nos disse que não compartilha do que dissemos. Mas eu lhe disse: 'que via os senhores querem? A do diálogo? Aqui está nossa mão. Querem outra via? Bom, estaremos aqui também para defender a pátria e enfrentá-los em qualquer terreno", afirmou Arreaza.

No entanto, o chanceler expressou que deseja que a Venezuela possa recompor as relações de respeito não só com os EUA, mas com todos os países que criticaram as decisões de Maduro nos últimos meses, especialmente a de instalar a Assembleia Constituinte.

Na reunião, Arreaza disse que explicou aos diplomatas as ações de Washington contra Caracas desde 2015, quando os EUA decretaram que a Venezuela era uma "ameaça extraordinária". O chanceler garantiu que recebeu "solidariedade" de praticamente todos os representantes diplomáticos e de órgãos internacionais que estiveram presentes.

Por esse motivo, o chanceler avaliou que é "momento de unidade" na região e pediu a convocação de uma reunião de cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e do Caribe (Celac), uma proposta que já foi feita por Maduro.

Trump disse ontem que seu governo não descarta uma "opção militar" para resolver a crise na Venezuela.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos