China e EUA coincidem que Coreia do Norte deve acabar com provocações

Washington, 12 ago (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o chefe de Estado da China, Xi Jinping, conversaram nesta sexta-feira e coincidiram que a Coreia do Norte "deve acabar com seu comportamento provocativo e sua escalada de tensão", de acordo com um comunicado divulgado na madrugada deste sábado pela Casa Branca.

Trump e Xi conversaram por telefone antes da meia-noite de sexta-feira, no horário da costa leste dos Estados Unidos, para tratar da crise com a Coreia do Norte.

De acordo com a versão da Casa Branca, "Trump e Xi concordaram que a Coreia do Norte deve acabar com seu comportamento provocativo e sua escalada de tensão" e "reiteraram seu compromisso mútuo para desnuclearizar a Península Coreana".

"A relação entre os dois presidentes é muito próxima e, com sorte, levará a uma resolução pacífica do problema na Coreia do Norte", afirmou a Casa Branca na nota.

Trump, além disso, mostrou especial interesse pela visita que fará à China no fim deste ano.

A ligação telefônica entre Xi e Trump acontece em plena escalada dialética entre Washington e Pyongyang, com troca de ameaças de ataques bélicos.

Trump criticou em várias ocasiões a China, o principal aliado da Coreia do Norte, por "não fazer nada" para resolver esse conflito.

Pequim, no entanto, pediu que a Coreia do Norte acabasse com as "provocações" que envolvem o programa nuclear e de mísseis do seu país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos