Queda de helicóptero mata 4 militares emiradenses no Iêmen

Abu Dabi, 12 ago (EFE).- O Comando das Forças Armadas dos Emirados Árabes Unidos confirmou neste sábado a morte de quatro de seus militares, entre eles dois oficiais, na queda de um helicóptero em que estavam a bordo na província de Shebua, no sul do Iêmen.

O helicóptero sofreu uma "falha técnica" que obrigou o piloto a tentar fazer uma aterrissagem de emergência, mas acabou colidindo-se contra o solo, segundo uma nota divulgada pela agência oficial "WAM".

Os militares emiradenses, que fazem parte da coalizão árabe que intervém militarmente no conflito iemenita, estavam realizando "sua missão habitual na província de Shebua", segundo a agência.

Fontes de segurança iemenitas informaram ontem que um helicóptero da coalizão árabe havia caído em Shebua, uma área controlada pelo grupo terrorista Al Qaeda, causando a morte de dois militares que estavam a bordo.

A aviação de coalizão árabe apoia às forças do governo do presidente iemenita, Abdo Rabu Mansur Hadi, tanto no seu enfrentamento com os rebeldes houtis, como no combate contra Al Qaeda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos