Venezuela diz que Trump quer "arrastar" a América Latina para um conflito

Caracas, 12 ago (EFE).- O governo da Venezuela afirmou neste sábado que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, quer "arrastar" a América Latina para um conflito.

As declarações são uma resposta do Executivo de Nicolás Maduro às afirmações feitas ontem por Trump, que disse que não descarta uma "opção militar" para lidar com a crise na Venezuela.

O chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, fez as declarações em um discurso em rede nacional de televisão no qual também indicou que o governo "rejeita da forma mais categórica e contundente as declarações inamistosas e hostis de Trump".

"Essas declarações belicistas representam uma ameaça direta contra a paz, a estabilidade, a independência, a unidade territorial, a soberania e o direito à autodeterminação da Venezuela", criticou o chefe da diplomacia do país no discurso.

O governo de Maduro alertou a comunidade internacional que as "grandes ameaças" são feitas de forma cada vez mais intensa contra a Venezuela. E considerou que Trump pretende "arrastar a América Latina para um conflito que alteraria permanentemente a estabilidade, a paz e a segurança da nossa região".

Nesse sentido, Arreaza pediu que os governos e os povos livres do mundo que expressem a "mais clara e inequívoca condenação a esse perigoso atentado contra a paz e a estabilidade do continente".

"Ponham freio à mais agressiva ação do império americano contra o povo venezuelano em mais de 100 anos", disse o chanceler, pedindo que seus compatriotas se unam na "defesa de nosso solo sagrado".

Ontem, Trump disse que os EUA tem "tropas no mundo todo" e que alguns lugares não são tão distantes do país, citando a Venezuela.

Também ontem, a Casa Branca informou que Trump rejeitou a proposta de Maduro para realizar uma conversa por telefone. Isso só vai ocorrer quando o presidente venezuelano "restabelecer a democracia no país".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos