PUBLICIDADE
Topo

Polícia liberta espanhol detido em Roterdã com cilindros de gás em van

24/08/2017 17h25

Haia, 24 ago (EFE).- O motorista espanhol detido ontem quando conduzia uma van com cilindros de gás em Roterdã foi libertado nesta quinta-feira, depois que a polícia holandesa comprovou que não tinha vínculo algum com uma ameaça terrorista.

Em um comunicado, a polícia explicou que o motorista "já não é suspeito na investigação" que as autoridades holandesas estão fazendo sobre um alerta terrorista contra um show de rock na sala Maassilo, de Roterdã, que devia ter acontecido ontem à noite e que foi suspenso.

"As investigações demonstram que não existe um vínculo entre o detido e a ameaça terrorista contra Maassilo", assegurou a polícia.

O homem foi detido enquanto circulava pelos arredores da sala de espetáculos, dando voltas ao redor da área em múltiplas ocasiões, o que levantou as suspeitas da polícia.

Uma hora antes da sua detenção, o prefeito de Roterdã, Ahmed Aboutaleb, cancelou o show de rock que aconteceria na Maassilo, depois que a Guarda Civil da Espanha alertou à Holanda que esse evento poderia ser alvo de um ataque terrorista.

No interior do veículo, a polícia encontrou vários cilindros de gás, o que lhes levou a apontar o motorista como suspeito na investigação sobre o alerta terrorista.

O motorista não conseguiu responder adequadamente ontem à noite ao interrogatório na delegacia, porque "estava bêbado", segundo disse a polícia, razão pela qual esperaram até hoje para continuar interrogando-o com o objetivo de esclarecer sua relação com os fatos investigados.

As autoridades holandesas já deram por terminada a ameaça terrorista em Roterdã, mas a polícia investiga agora os motivos que levaram um holandês de 22 anos a dar um falso aviso que provocou a suspensão do show de ontem à noite na cidade.