PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Líder da Constituinte diz opositores planejam conflito interno na Venezuela

25/08/2017 16h59

Caracas, 25 ago (EFE).- A presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, a ex-chanceler Delcy Rodríguez, afirmou nesta sexat-feira que a oposição planeja incidentes de violência do país, que vai deixando para trás a onda de protestos que provocou mais de 120 mortos, para criar um "conflito interno".

Rodríguez condenou a reunião realizada nesta semana na Flórida entre o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, com políticos venezuelanos que deixaram o país para evitar a Justiça, que consideram parcial e sob o comando de Nicolás Maduro.

"Opositores pediram a Pence para serem armados aqui na Venezuela para a criação de um conflito interno, para que continue a violência", disse a ex-chanceler durante um ato realizado em Caracas de reconhecimento dos agentes das forças de segurança que atuaram para conter os protestos dos últimos meses.

Rodríguez indicou que a Comissão da Verdade criada pela Constituinte, um órgão integrado apenas por chavistas e considerado como ilegítimo por boa parte da comunidade internacional, examinará esses fatos e reiterou que os responsáveis pela "violência política" no país serão julgados.

"Os opositores devem responder à Justiça pelos seus chamados à intervenção militar. Também por esse pedido de serem armados", afirmou Rodríguez.

A ex-chanceler também denunciou que deputados da oposição contrataram "grupos criminosos para a desestabilização política que saíram para matar nos protestos desse ano". No entanto, Rodríguez não deu mais detalhes sobre essa ação.

Internacional