PUBLICIDADE
Topo

Trump diz que irá ao Texas "o mais rápido possível" após passagem de furacão

27/08/2017 12h59

Washington, 27 ago (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou neste domingo que visitará as regiões atingidas no Texas pelo furacão Harvey, que se debilitou e agora é uma tempestade tropical, o mais rápido possível.

"Irei ao Texas assim que a viagem possa ser feita sem causar nenhum transtorno. O mais importante deve ser a vida e a segurança", disse Trump no Twitter, que viaja acompanhado de um grande esquema de segurança que poderia afetar os trabalhos de resgate.

O presidente divulgou várias mensagens no Twitter para elogiar os agentes do governo, dos serviços de emergência e das autoridades locais pela resposta ao furacão, o mais potente que atingiu os EUA desde 2005.

O furacão Harvey é o primeiro desastre natural do governo de Trump. Muitos analistas estão atentos à resposta que ele dará para avaliar sua capacidade de comandar o país.

Ontem, Trump já disse que evitará cometer os erros cometidos pelo então presidente George W. Bush durante o furacão Katrina em 2005.

Na época, Bush foi duramente criticado pela resposta tardia à devastação provocada pelo Katrina em Nova Orleans, no estado da Louisiana.

Para evitar uma situação similar, Trump declarou estado de desastre no Texas, o que permite que ele envie recursos e ajuda federal para auxiliar os trabalhos de reconstrução.

Além disso, o Departamento de Saúde e Serviços Humanos declarou ontem emergência pública sanitária no Texas e pediu que clínicas e hospitais atendam os pacientes que são vinculados aos programas Medicare, para pessoas maiores de 65 anos, e Medicaid, para pessoas com baixa renda.

Trump está passando o fim de semana em Camp David, mas voltará hoje à Casa Branca, com a intenção de viajar ao Texas.