PUBLICIDADE
Topo

Seul diz que Pyongyang reduziu alcance de míssil em último teste

Imagem do míssil Hwasong-12, lançado pela Coreia do Norte na última terça-feira - KCNA VIA KNS/AFP
Imagem do míssil Hwasong-12, lançado pela Coreia do Norte na última terça-feira Imagem: KCNA VIA KNS/AFP

Em Seul

31/08/2017 03h57

A Coreia do Norte limitou pela metade o alcance real do míssil lançado nesta semana nas águas do Oceano Pacífico no seu último teste, segundo informou, nesta quinta-feira (31), o Ministério da Defesa da Coreia do Sul.

O míssil balístico de alcance intermédio Hwasong-12, lançado na última terça-feira (29) pelo regime norte-coreano foi disparado em um ângulo "normal", mas a metade de seu alcance, segundo o relatório apresentado pelo ministério na Assembleia Nacional (Parlamento) sul-coreana.

O projétil sobrevoou parte do território do norte do Japão e percorreu cerca de 2,7 mil quilômetros antes de cair cerca de 1.180 quilômetros do Cabo de Erimo, mas o seu alcance real seria dentre 4,5 mil e 5 mil quilômetros, segundo Seul.

Esta distância seria suficiente para alcançar bases dos Estados Unidos na ilha de Guam, cujas águas a Coreia do Norte ameaçou bombardear com mísseis em sua recente escalada de tensão com Washington, a pior dos últimos anos.

O próprio regime norte-coreano advertiu na véspera que o último teste foi uma "advertência" para o país norte-americano e um "prelúdio significativo para manter Guam", ao mesmo tempo que seu líder, Kim Jong-un, pediu novos lançamentos na região.

O 14º teste de um míssil com sucesso feito pela Coreia do Norte valeu ao país asiático novas críticas e condenação da comunidade internacional, incluído a China, sua maior aliada.