Vaticano confirma que papa não se reunirá com Farc, oposição e venezuelanos

Cidade do Vaticano, 1 set (EFE).- O papa Francisco não tem prevista nenhuma reunião com guerrilheiros das Farc, membros da oposição, e bispos venezuelanos na sua próxima viagem à Colômbia entre 6 a 10 de setembro, informou nesta sexta-feira o porta-voz vaticano, Greg Burke.

Ainda que na visita ele fará alguma referência ao processo de paz no país latino-americano não se trata de uma viagem política porque Francisco "vai à Colômbia em viagem pastoral para anunciar o Evangelho", acrescentou Burke.

O porta-voz lembrou que se trata da 29º viagem internacional do pontífice argentino e que Jorge Bergoglio já esteve duas vezes na Colômbia: uma para as reuniões da Conferência Episcopal Latino-Americana e do Caribe (Celam) e como sacerdote com 42 anos, quando percorreu Bogotá, Medellín e Las Ceja.

Na delegação que acompanhará o papa estarão o secretário de Estado vaticano, Pietro Parolin; o arcebispo emérito de Villavicencio e arcebispo emérito e secretário do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, Octavio Ruiz Arenas; e o vice-presidente do Pontífice Comissão para a América Latina (CAL), Guzman Carriquiry.

O porta-voz vaticano também destacou que todos os atos terão a presença de muitas pessoas e que já na chegada do pontífice se espera que perto de 700 mil colombianos acompanhem a carreata do papa, que percorrerá 15 quilômetros do aeroporto até a Nunciatura. EFE

ccg/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos