Atentado do Boko Haram na Nigéria deixa pelo menos 11 mortos

Abuja, 2 set (EFE).- Pelo menos 11 pessoas morreram e duas ficaram feridas em um novo ataque do grupo terrorista Boko Haram em um acampamento de refugiados em Banki, no nordeste da Nigéria, informou a imprensa local.

Os jihadistas entraram no acampamento, que aloja mais de 45 mil pessoas deslocadas pelos conflitos que assolam a zona, durante a noite e atacaram os presentes com facas, após roubarem toda comida, relatou o site "PM News".

Apesar da proximidade de algumas instalações militares, os terroristas não chamaram a atenção dos soldados porque não utilizaram armas de fogo ou explosivos.

Banki, que faz fronteira com Camarões, foi alvo de numerosos atentados do Boko Haram. Em abril de 2016, duas mulheres se imolaram com explosivos e acabaram com a vida de sete pessoas, e em janeiro deste ano, outro ataque suicida matou uma menina de dez anos.

O Governo nigeriano enviou os chefes do Exército à zona nordeste do país para lutar contra o Boko Haram, que aumentou os seus ataques na região após as operações militares que o expulsou das zonas que ocupava no ano passado.

Boko Haram, que significa em línguas locais "A educação não islâmica é pecado", luta por impor um Estado islâmico na Nigéria, país de maioria muçulmana no norte e predominantemente cristã no sul.

Desde que a polícia matou em 2009 o então líder do Boko Haram, Mohamed Yusuf, os radicais mantêm uma sangrenta campanha na qual assassinaram mais de 20 mil pessoas e cerca de 1,9 milhão foram obrigadas a deixar seus lares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos