Arábia Saudita anuncia "sucesso" da peregrinação à Meca neste ano

Riad, 3 set (EFE).- O governador da província saudita de Meca, Khalid Al-Faisal, qualificou neste domingo de "sucesso" o "hach" (peregrinação à cidade santa muçulmana) deste ano, afirmando que foi "excepcional em todos os níveis".

Em coletiva de imprensa, Al-Faisal, que além disso preside o Comitê Central da Peregrinação, acrescentou que a Arábia Saudita cumpriu com suas medidas anuais de segurança e de serviço para os peregrinos e que o rei Salman bin Abdelaziz "supervisionou pessoalmente" a peregrinação deste ano, que termina amanhã.

Além disso, detalhou que o número de peregrinos aumentou 30% neste ano, ainda que não tenha dado cifras específicas, e acrescentou que o reino "está aberto" para todos os muçulmanos e que não há impedimentos "nem aos iranianos e nem aos outros".

Neste ano retornam à Meca os fiéis iranianos após um ano de suspensão, bem como os catarianos, apesar da crise diplomática entre o Catar e vários países do Golfo Pérsico, que começou em 5 de junho.

Segundo os últimos números publicados pela autoridade saudita para as Estatísticas, 2.352.122 muçulmanos compareceram às zonas sagradas para fazer o "hach", entre eles 130.299 sauditas.

Nos quatro dias que seguem à Festa do Sacrifício, os peregrinos deverão cumprir a segunda fase do apedrejamento do diabo em Mina e dar sete voltas em torno do Caaba", o cubo no qual está a pedra negra que os muçulmanos consideram um pedaço do paraíso.

A peregrinação à Meca é um dos cinco pilares do Islã, junto à "shahada"(profissão de fé), esmola, oração e jejum no mês do Ramadã.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos