May pede "ações mais duras" contra a Coreia do Norte após novo teste nuclear

Londres, 3 set (EFE).- A primeira-ministra britânica, Theresa May, condenou neste domingo o "temerário" novo teste nuclear da Coreia do Norte e pediu à comunidade internacional "ações mais duras" contra o regime de Pyongyang.

O último teste norte-coreano "supõe uma nova e inaceitável ameaça", disse May, que defendeu "aumentar o ritmo de implementação das sanções existentes e avaliar de forma urgente uma nova medida no Conselho de Segurança da ONU ".

"Isto é cada vez mais premente. A comunidade internacional condenou de forma universal este teste e deve se unir para continuar aumentando a pressão sobre os líderes da Coreia do Norte para que ponham fim às suas ações desestabilizadoras", afirmou May em uma nota divulgada pelo seu escritório oficial.

May abordou a ameaça da Coreia do Norte com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, durante sua visita a Japão e recalcou hoje que ambos estiveram de acordo na necessidade de tomar "ações mais duras" contra o regime do líder norte-coreano, Kim Jong-un.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos