Trump é enigmático sobre ataque contra Coreia do Norte: "Já veremos"

Washington, 3 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi questionado neste domingo sobre um possível ataque contra a Coreia do Norte, após o último teste nuclear realizado pelo regime de Pyongyang e respondeu de maneira curta: "Já veremos".

Trump saía de uma igreja próxima à Casa Branca, onde acompanhou missa pelo dia de orações pelas vítimas do furacão Harvey, quando um jornalista lhe perguntou se planeja atacar o país governado por Kim Jong-un.

Algumas horas, através da conta no Twitter, Trump condenou mais uma teste norte-coreano, com a bomba mais potente até então. O líder americano alertou que as tentativas de "apaziguar" o governo da Coreia do Norte não estão funcionando.

"A Coreia do Norte realizou um importante teste nuclear. As suas palavras e ações continuam sendo muito hostis e perigosas para os Estados Unidos", escreveu o presidente americano.

"É um estado fora da lei, que se transformou em uma ameaça e uma vergonha para a China, que tenta de ajudar, mas com pouco sucesso", completou.

A Coreia do Sul "está se dando conta, tal e como disse, que suas conversas para apaziguar a Coréia do Norte não funcionam, eles (os norte-coreanos) só entendem uma coisa!", disse ainda o chefe de Estado.

Já a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, explicou, em breve declaração, que Trump terá hoje reunião com a equipe de segurança nacional, para analisar o novo teste do país asiático.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos