Autoridades investigam morte de quase 50 bebês em hospital na Índia

Nova Délhi, 4 set (EFE).- As autoridades investigam as causas da morte de quase 50 crianças no último mês no unidade de recém-nascidos em um hospital do estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia.

No segundo caso de morte em massa de recém-nascidos nas últimas três semanas na região, o juiz da cidade de Farrakhabad, Jaytendra Kumar Jain, abriu uma investigação contra vários médicos do Hospital Ram Manohar Lohia, onde "entre 40 e 50 crianças" morreram, indicou à Agência Efe Anup Kumar Nigam, inspetor da delegacia de Kotwali, onde foi registrada a denúncia.

A fonte rejeitou especular sobre as possíveis causar, ao alegar que por enquanto "nada está claro".

"Não vamos investigá-los, é um problema departamental. As autoridades irão investigar", afirmou.

O caso acontece depois que no começo de agosto ocorreu a morte de outras 63 crianças, várias delas bebês, em Baba Raghav Das Medical College Gorakhpur, também em Uttar Pradesh, em uma caso que está sob investigação.

Segundo as primeiras hipóteses, as mortes em Gorakhpur ocorreram por encefalite e falta de oxigênio e 30 delas aconteceram em um período de 48 horas.

Até o momento foram detidos o diretor do centro médico e sua esposa, bem como um médico responsável pelo atendimento dos recém-nascidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos