Poeta americano John Ashbery morre com 90 anos

Washington, 4 set (EFE).- John Ashbery, considerado um dos poetas mais prestigiados e influentes do final do século XX nos EUA, morreu no domingo em sua casa de Hudson (Nova York) aos 90 anos, informou nesta segunda-feira a imprensa do país.

A morte do poeta ocorreu por causas naturais, explicou seu marido David Kermani.

A poesia de Ashbery ganhou força no panorama literário dos EUA em 1976 quando o seu livro de poemas "Self-Portrait in a Convex Mirror" (Autorretrato em um espelho convexo) obteve ao mesmo tempo o Prêmio Pulitzer, o Nacional do Livro e o do Círculo de Críticos Literários.

Desde então, os seus posteriores poemas nos quais mistura alta cultura e cultura popular, com referências tanto aos desenhos animados da Disney como ao grande professor da pintura do Renascimento, se transformaram em elementos básicos da poesia americana e referência para futuras gerações.

Nascido em Rochester, em 1927, o poeta se graduou em Harvard e posteriormente se tornou mestre pela Universidade de Columbia em Nova York.

Em 1955, viajou para Paris com uma bolsa de estudos Fulbright, onde passou quase uma década, e trabalhou como crítico de arte.

Ashbery foi muito amigo dos pintores Jackson Pollock e Willem de Kooning, duas das principais referências do expressionismo abstrato americano.

Em 2012, Ashbery recebeu a Medalha Nacional de Humanidades, pelo presidente Barack Obama.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos