"Timochenko" é eleito presidente do partido politico das Farc

Bogotá, 4 set (EFE).- Rodrigo Londoño Echeverri, de codinome "Timochenko", líder das Farc, foi eleito nesta segunda-feira como presidente do partido politico Força Alternativa Revolucionária do Comum, que surgiu após a desmobilização dessa guerrilha.

"No primeiro plenário do Conselho Nacional dos Comuns formado por 111 membros me elegeram como presidente do partido Farc", escreveu Londoño no Twitter.

No último dia 1º de setembro o movimento indicou que a direção do partido politico estará composta de 111 integrantes, entre eles várias mulheres.

"Haverá uma boa cota de mulheres, etnias e todas as expressões do novo movimento. O nosso partido é democrático, queremos ser exemplo da democracia que a Colômbia precisa", disse Jorge Torres Victoria, de codinome "Pablo Catatumbo".

O líder guerrilheiro se pronunciou na última sexta-feira em uma entrevista coletiva, na qual foram anunciadas as conclusões do congresso realizado pelas FARC na semana passada e que representou sua transformação em partido politico.

Nesta segunda-feira "Timochenko" utilizou a mesma rede social para informar que estava retornando a Havana para continuar com o tratamento médico que realiza desde julho deste ano.

O chefe das Farc foi hospitalizado no último dia 2 de julho em uma clínica da cidade de Villavicencio, no centro da Colômbia, após sofrer uma isquemia cerebral transitória.

Posteriormente, o próprio "Timochenko" confirmou que tinha chegado a Cuba, país que definiu como seu "segundo lar", para receber atendimento médico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos