Venezuela acusa Rajoy de agredir a "dignidade venezuelana"

Caracas, 5 set (EFE).- O chanceler venezuelano, Jorge Arreaza, acusou nesta terça-feira o chefe do governo da Espanha, Mariano Rajoy, de agredir a "dignidade venezuelana" e apoiar os "crimes dos seus protegidos políticos da direita extremista venezuelana", após a reunião entre o espanhol e diretores do Parlamento da Venezuela.

"O presidente Mariano Rajoy agride a dignidade venezuelana, representando o pior passado colonial, derrotado e expulso por nossos Libertadores", disse Arreaza em sua conta do Twitter.

Além disso, indicou que "não é de se estranhar que o governo da direita espanhola apoie os crimes dos seus protegidos políticos da direita extremista venezuelana".

O chefe do Parlamento venezuelano, o opositor Julio Borges, e seu vice-presidente, Freddy Guevara, realizam neste momento uma viagem pela Europa na qual devem expôr a situação que atravessa a Venezuela.

Rajoy se reuniu nesta terça-feira com Borges e Guevara no Palácio da Moncloa, sede oficial do governo da Espanha, aos quais expressou o desejo de chegar a uma solução negociada e democrática na crise da Venezuela.

O chefe do Governo espanhol garantiu a Borges que continuará a promover na União Europeia medidas "restritivas, individuais e seletivas" contra os responsáveis pela "represália" venezuelana.

Rajoy enviou a Borges o apoio da Espanha a uma solução negociada e plenamente democrática à crise venezuelana, "que necessariamente tem de acontecer pela liberdade de todos os presos políticos e a comemoração de eleições democráticas".

Para o ministro das Relações Exteriores venezuelano, o governo espanhol está reincidindo "na sua política de agressão" contra a Venezuela.

"Com recorde de desemprego e despejos de inquilinos, o governo que mais prejudicou o povo espanhol pretende dar lições de democracia à Pátria de Bolívar", acrescentou.

Os opositores Borges e Guevara também se reuniram com o presidente francês, Emmanuel Macron, e têm previsto falar com os governantes de Alemanha, Reino Unido e Itália.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos