Edifícios mais sólidos de Saint Marteen foram destruídos por furacão Irma

Paris, 6 set (EFE).- Os quatro edifícios mais sólidos da ilha francesa de Saint Marteen, nas Antilhas, foram destruídos pelo furacão Irma, anunciou nesta quarta-feira o ministro francês do Interior, Gérard Collomb, que teme que a destruição seja de grandes dimensões.

"Quatro edifícios mais sólidos foram destruídos, o que quer dizer que, de forma verossímil, os edifícios mais rústicos estão parcialmente ou totalmente destruídos", explicou à imprensa Collomb.

Collomb comentou sobre as grandes inundações, de mais de um metro de altura, nos bairros mais baixos da ilha.

O ministro explicou que ainda não há informações de vítimas após a passagem do furacão, ainda que será habilitado um telefone de emergência para informar sobre possíveis perdas humanas.

Nesta mesma linha, a titular francesa de Ultramar, Annick Girardin, qualificou os danos de "importantes", como alguns telhados arrancados, como o da prefeitura (delegação do Governo), o que obrigou ao pessoal a se refugiar na antiga sede dessa instituição.

Girardin, que viajará nesta mesma noite às Antilhas, mostrou sua grande inquietação pelas cerca de 7 mil pessoas que rejeitaram comparecer a refúgios, apesar da chamada das autoridades.

Segundo as informações que chegam desde a ilha, tanto o telhado do quartel dos bombeiros como os da delegacia e do hospital de Saint Marteen voaram pelas rajadas de ar, que alcançam 245 quilômetros por hora.

Saint Marteen é uma pequena ilha do nordeste das Antilhas de 93 quilômetros quadrados cuja parte norte pertence à França e a parte sul é um Estado autônomo integrado dentro do Reino da Holanda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos