Favorito ao cargo de primeiro-ministro tcheco perde imunidade parlamentar

Praga, 6 set (EFE).- Andrej Babis, o milionário líder da formação no Governo Ano e favorito para ganhar as eleições gerais de outubro na República Tcheca, perdeu nesta quarta-feira sua imunidade parlamentar e poderá ser investigado por fraude com fundos comunitários.

A câmara baixa do Parlamento aprovou hoje, por 134 votos a favor e 4 contra, retirar a imunidade de Babis, depois que a polícia solicitou essa medida em agosto para poder investigar o empresário, que foi ministro de Finanças até maio, quando foi expulso do gabinete integrado por sociais-democratas, democratas-cristãos e a populista Aliança dos Cidadãos Descontentes (ANO).

Babis, que votou hoje a favor da moção, enquanto o resto dos deputados de sua formação abandonou o semicírculo, disse que considera este resultado uma "vitória moral", pois agora poderá se defender "com todos os meios legais possíveis".

Além disso, denunciou que a moção de hoje tem uma motivação "política".

Babis é proprietário do consórcio agroindustrial Agrofert, cujo uma das empresas (previamente desvinculada da matriz) recebeu uma ajuda comunitária de dois milhões de euros dentro de um programa de apoio a pequenas e médias empresas.

O Escritório Antifraude da União Europeia (OLAF) também iniciou uma investigação sobre essa suposta irregularidade.

A formação de Babis aparece como favorita nas pesquisas para as eleições legislativas de 20 e 21 de outubro.

As pesquisas dão uma intenção de voto de 24%, muito à frente dos 11% dos sociais-democratas.

A popularidade de Babis, que entrou na política em 2013 quando o seu partido ficou segundo nas eleições, só soube desde que foi demitido como ministro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos