Homem é morto e impedido de realizar atentado em Mersin, na Turquia

Istambul, 6 set (EFE).- Um homem foi baleado e morto pelas forças de segurança na cidade de Mersin, na Turquia, quando supostamente se preparava para realizar um atentado suicida contra um quartel da polícia.

As autoridades locais não descartam a possibilidade que se trate de um membro do grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

De acordo com o jornal "Star", que apoia o governo, as forças de segurança dispararam conta o suposto terrorista antes que ele pudesse atacar o prédio.

Quando o homem se aproximou do quartel, os policiais disseram para ele parar, mas quando viram que ele estava ignorando a ordem, acabaram matando o suspeito.

O promotor de Mersin, Mustafa Ercan, disse à agência de notícias "Anadolu" que tudo indica que o suposto terrorista se preparava para realizar um atentado suicida no local.

"Nós acreditamos que o terrorista poderia ser membro do Estado Islâmico", acrescentou Ercan, após explicar que o homem carregava um colete com explosivos.

Se for confirmado que o EI está por trás do fracassado ataque, seria a segunda tentativa de atentado por parte deste grupo terrorista em menos de um mês, depois que um dos seus membros matasse a facadas um policial, sendo morto em seguida no dia 13 de agosto, em Istambul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos