Manifestantes jogam salsichas em líder opositor russo no aeroporto de Moscou

Moscou, 6 set (EFE).- O líder opositor russo Alexei Navalny foi atacado nesta quarta-feira por três jovens manifestantes que jogaram várias salsichas contra ele no aeroporto de Domodedovo, em Moscou.

"Sai do controle de alfândega para a região de desembarque e se aproximou de mim uma moça pedindo uma foto. Digo que podemos fazê-la e paro. Nesse momento, me atacam três arruaceiros e me penduram no pescoço algumas 'cordas' de salsichas", disse Navalny em seu site.

Segundo o líder opositor, a polícia não interveio. Nem para evitar o ataque os manifestantes nem para prender os autores.

"Os agentes não estavam nem aí, só queriam rir", afirmou.

Em um vídeo divulgado na imprensa russa é possível ver Navalny posicionado para uma foto, conversando com uma menina. Depois, os jovens se aproximam por trás do opositor e o atacam. Ele se defende tentando se livrar das salsichas e dando chutes nos manifestantes.

Navalny segue em campanha com a esperança de enfrentar o presidente da Rússia, Vladimir Putin, nas eleições de março de 2018. No entanto, a Comissão Eleitoral Central reiterou que ele não poderá se candidatar por ter antecedentes penais.

O líder opositor foi condenado por fraude em um processo denunciado por ele e por seus seguidores como perseguição política.

Apesar do problema, Navalny segue abrindo escritórios eleitorais por todo país. Tanto os locais como o próprio opositor são frequentemente alvos de diferentes ataques.

Em março, um grupo de indivíduos não identificados ateou fogo em frente ao escritório eleitoral de Navalny em São Petersburgo. No mesmo mês, manifestantes jogaram uma tinta verde na cara do opositor, quando ele inaugurava uma sede na cidade de Barnaul.

No mês seguinte, Navalny sofreu a mais grave agressão até então, quando outro manifestante jogou a mesma tinta no rosto do opositor. No entanto, desta vez, a substância atingiu o olho do possível adversário de Putin e poderia tê-lo deixado cego.

A Human Rights Watch pediu hoje às autoridades russas em um comunicado o fim da "ingerência sistemática na campanha política de Navalny" e investigações eficazes contra os ataques de grupos nacionalistas radicais e pró-Putin contra os opositores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos