Trump e democratas chegam a acordo sobre orçamento e financiamento do governo

Washington, 6 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e líderes democratas do Congresso anunciaram nesta quarta-feira um acordo para elevar o teto da dívida e financiar o governo federal até dezembro, um pacto que inclui, além disso, um pacote de ajuda para as vítimas do furacão Harvey.

O acordo surpreendeu líderes republicanos do Congresso, partidários de pressionar os democratas a se comprometer a elevar o teto da dívida do governo até o fim de 2018.

"Acertamos uma extensão de três meses do teto da dívida", disse Trump aos jornalistas no Air Force One rumo a Dakota do Norte, onde promoverá hoje seu projeto de reforma fiscal.

O presidente se reuniu hoje na Casa Branca com os principais líderes democratas e republicanos na Câmara dos Representantes e no Senado. Da reunião, saiu o acordo de curto prazo sobre a dívida e o financiamento do governo para o próximo ano fiscal.

"Acredito que o acordo será muito bom. Tivemos uma reunião muito, muito cordial e profissional", disse Trump.

O líder dos democratas no Senado, Chuck Schumer, definiu o acordo como um "bom momento do bipartidarismo" no Congresso.

O prazo para aprovar um novo teto da dívida e financiar o governo durante o próximo ano fiscal, que começa em 1º de outubro, vencia no final desse mês, mas, com o acordo anunciado hoje, os congressistas terão até dezembro para fechar um pacto de maior alcance.

A falta de acordo sobre uma elevação do teto da dívida em 2011, quando o governo americano esteve prestes a declarar a suspensão de pagamentos, fez com que a agência de classificação Standard & Poor's rebaixasse pela primeira vez na história a nota de crédito do país.

A dívida dos EUA está atualmente perto dos US$ 20 trilhões.

O acordo firmado entre Trump e os democratas inclui um pacote de assistência às vítimas do furacão Harvey, que deixou mais de 60 mortos e milhares de desabrigados no Texas e na Louisiana.

A Câmara dos Representantes aprovou hoje o envio de US$ 7,9 bilhões para a recuperação dos dois estados, valor que deve ser agora aprovado pelo Senado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos