Número dois de oposição tanzaniana está em estado crítico após ataque

Dar es Salam, 7 set (EFE).- O "número dois" da oposição da Tanzânia, Tundu Lissu, está hospitalizado em estado críticom após ser atingido por vários disparos em sua casa, afirmou o presidente do partido Chadema, Freeman Mbowe, a uma rádio local.

Lissu foi atingido por vários disparos no abdômen ao chegar a sua casa proveniente do Parlamento, explicou Mbowe, que disse que os agressores perseguiram o veículo até sua residência.

Tanto Mbowe como um grupo de deputados e de altos funcionários do Governo foram ao hospital geral de Dodoma, capital administrativa do país, onde Lissu foi internado.

O deputado pela circunscrição de Singida Leste e o presidente da Associação de Direito da Tanzânia tinha sido detido em 20 de julho após ser acusado de difamar o presidente da Tanzânia, John Magufuli.

A detenção ocorreu depois que, perante os meios de comunicação, Lissu pediu à comunidade internacional que interrompesse o apoio financeiro ao Governo de Magufuli como medida de pressão para que respeite os princípios democráticos e os direitos humanos.

Além disso, Lissu foi acusado de chamar o presidente do país de "ditador".

Magufuli está à frente do Governo tanzaniano desde outubro de 2015, quando ganhou as eleições presidenciais com 58% dos votos em um pleito no qual a oposição denunciou irregularidades durante a votação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos