Palamento mongol destitui primeiro-ministro e dissolve Governo

Pequim, 7 set (EFE).- O Parlamento mongol destituíu nesta quinta-feira o primeiro-ministro, Jargaltulgyn Erdenebat, e dissolveu o Governo, o que inicia um período de incerteza política no país asiático.

O Parlamento aprovou a medida com 42 votos a favor dos 73 membros presentes em uma sessão especial que foi realizada nesta quinta-feira, após a solicitação formal apresentada em 23 de agosto, segundo informou a câmara legislativa.

A destituição foi implementada pelos parlamentares do Partido Popular da Mongólia (social-democrata e herdeiro do antigo Partido Comunista) pela delicada situação da economia, ao considerar que o premiê e seu Governo atendiam mais a interesses econômicos especiais do que ao interesse da população.

O Partido Popular da Mongólia tem 65 dos 76 membros do Parlamento. Erdebenat, desse partido, tinha assumido o cargo em julho de 2016 após a vitória de sua formação nas eleições legislativas desse ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos