Trump diz que protegidos por DACA não devem se preocupar nos próximos 6 meses

Washington, 7 set (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira aos jovens sem documentos conhecidos como "sonhadores", e protegidos da deportação pelo Daca, que não devem preocupar-se com seu status nos próximos seis meses, o prazo dado ao Congresso para buscar uma alternativa a esse plano migratório.

"Para aqueles que estão preocupados com seu status durante o período de seis meses, não têm nada com que preocupar-se. Nenhuma ação!", escreveu Trump em sua conta pessoal no Twitter.

Dessa forma, o governante deu a entender que seu governo não tomará nenhuma medida ou ação contra os beneficiários do Daca no prazo de seis meses que deu ao Congresso para buscar uma alternativa legislativa a esse programa migratório, promulgado por ordem executiva pelo então presidente, Barack Obama, em 2012.

Graças ao programa de Ação Diferida para os Chegados na Infância (Daca), 800.000 jovens sem documentos puderam impedir sua deportação, obter uma permissão temporária de trabalho e, em alguns estados, uma carteira de motorista.

Nesta terça-feira, o governo Trump anunciou o fim do Daca, mas a suspensão do programa não entrará em vigor até 5 de março de 2018, período em que o Congresso, o único com poder para mudar o sistema migratório dos EUA, deve encontrar uma solução para regularizar a situação dos jovens sem documentos.

Os democratas estão unidos no Congresso em defesa de uma lei que solucione a situação dos "sonhadores", mas entre os republicanos há um grupo numeroso oposto a regularizar a qualquer imigrante indocumentado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos