Forte terremoto no México deixa pelo menos 15 mortos

(Atualiza o número de mortos)

México, 8 set (EFE).- Pelo menos 15 pessoas morreram no terremoto ocorrido no México na noite de quinta-feira, a maioria no estado de Oaxaca, confirmou nesta sexta-feira o coordenador nacional de Proteção Civil, Luis Felipe Puente.

Em declarações à emissora "Televisa", Puente indicou que 10 mortes ocorreram em Oaxaca, três em Chiapas e duas em Tabasco.

Puente apontou que na zona de Juchitán (Oaxaca) há informações de casas derrubadas com pessoas no interior, mas disse que não serão oferecidos números oficiais até que o Ministério Público, junto com os titulares de Proteção Civil dos estados, confirme as vítimas mortais.

O coordenador disse que a Secretaria de Saúde ainda faz uma contagem nos hospitais dos feridos por causa do terremoto de magnitude 8,2 na escala de Richter e cujo epicentro se localizou diante do litoral de Chiapas.

O funcionário indicou que a Secretaria de Comunicações e Transportes informa também sobre deslizamentos em algumas estradas e "pequenos danos".

Previamente, em uma mensagem aos meios desde o Centro Nacional de Prevenção de Desastres (Cenapred), o presidente Enrique Peña Nieto indicou que este tremor tem uma magnitude similar a um registrado em 1932 e foi maior do que o de 1985, de 8,1 graus e que deixou milhares de mortos e desaparecidos na Cidade do México.

O presidente ainda disse que podem ocorrer fortes réplicas. Até o momento foram sentidas 65 réplicas, a maior de 6,1 graus.

O terremoto afetou pelo menos dez estados do sul e do centro do México, e até 50 milhões de pessoas - quase a metade da população nacional - puderam senti-lo, segundo o governante.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos