Furacão Katia ganha força, e José avança rumo às Antilhas com categoria 4

Miami, 8 set (EFE).- Enquanto o Irma vai em direção ao sul da Flórida, nos Estados Unidos, outros dois furacões surgem com força no Oceano Atlântico e ameaçam regiões já atingidas nos últimos dias.

O furacão Katia ganhou forças nas últimas horas e chegou à categoria 2 na escala Saffir-Simpson, que vai até 5. Já o furacão José, de categoria 4, avança rumo às Pequenas Antilhas, recentemente devastadas pela passagem do Irma.

De acordo com um boletim publicado pelo Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC), o José está a 610 quilômetros das Ilhas de Sotavento e segue "como um potente furacão" sobre o Atlântico Central.

Os meteorologistas americanos afirmaram que o José se desloca na direção oeste-noroeste a 30 km/h, com ventos máximos sustentados de 240 km/h, e rajadas ainda mais fortes.

"Se espera um giro gradual para o noroeste, com uma diminuição da velocidade de translação durante as próximas 48 horas. O olho do furacão José passará perto das Ilhas de Sotavento no sábado", indicou o NHC no último boletim sobre a situação no Atlântico.

"São possíveis algumas oscilações na intensidade durante o próximo dia ou além dele. Depois se espera um enfraquecimento gradual", indicou o órgão sobre a intensidade do furacão José.

Há dois dias, o Irma passou com grande violência sobre as Pequenas Antilhas e agora está entre Cuba e as Bahamas. A previsão é de que o furacão chegue à Flórida, nos EUA, onde fica a sede do NHC, entre sábado e domingo, com intensidade de categoria 4.

Estão em alerta pela passagem do José nas próximas horas ilhas como Antígua e Barbuda, Saint Martin e Saint Bartolomeu.

O NHC prevê que o José produza um acúmulo de 76 a 127 milímetros de chuva em Sotavento, com quantidades máximas de 203 milímetros em áreas isoladas. O furacão também pode provocar fortes chuvas nas Ilhas Virgens Britânicas e em Dominica.

Já o furacão Katia segue se fortalecendo. Com ventos de 165 km/h, ele segue se aproximando do litoral do México. A previsão é de que o fenômeno chegue em terra na noite de sábado, para depois se enfraquecer e se tornar uma tempestade tropical.

O Katia está a 220 quilômetros ao sudeste de Tampico e a 210 quilômetros ao norte de Vera Cruz, ambas no México, para onde se desloca com uma velocidade de 8km/h.

A região entre Cabo Rojo e Lago Verde permanece sob alerta de furacão. Outras localidades próximas, no entanto, estão em estado de alerta para tempestade tropical.

O NHC, no entanto, indicou que o Katia pode ganhar força e se tornar um furacão de categoria maior quando atingir a terra. Além disso, a previsão é de que a passagem do Katia pelo México eleve o nível do mar em 1,5 a 2,1 metros, provocando também fortes e destrutivas ondas, segundo o órgão americano.

Os especialistas preveem que o Katia provoque de 254 a 635 milímetros de chuva sobre o norte de Vera Cruz. Essas chuvas podem causar inundações e deslizamentos de terra, especialmente em áreas montanhosas, alertou o NHC.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos