Peña Nieto declara 3 dias de luto e eleva a 61 número de mortos em terremoto

Cidade do México, 8 set (EFE).- O presidente do México, Enrique Peña Nieto, declarou nesta sexta-feira três dias de luto nacional pelas vítimas do terremoto registrado na noite de ontem no país e elevou para 61 o número de mortos nos estados de Oaxaca, Chiapas e Tabasco, locais mais atingidos pelo tremor.

"Decretei que hoje, amanhã e depois de amanhã façamos luto nacional pelas pessoas que morreram por esse sismo", disse o presidente em um discurso realizado em Juchitán, em Oaxaca, para onde viajou para percorrer as regiões mais afetadas pelo tremor.

Segundo Peña Nieto, 45 pessoas morreram em Oaxaca, 12 em Chiapas e quatro em Tabasco. Do total de vítimas em Oaxaca, 36 estavam em Juchitán, explicou o presidente.

"Quero reiterar minha solidariedade e meu mais profundo pêsame às famílias das pessoas falecidas por causa desse terremoto", disse o presidente no discurso.

Vários municípios do sul do México acordaram nesta sexta-feira debaixo de escombros de prédios que desabaram e sem energia elétrica como consequência do terremoto de magnitude 8,2 na escala Richter registrado às 23h49 locais de quinta-feira (1h49 em Brasília).

As estimativas iniciais indicam que até 50 milhões de pessoas estiveram expostas ao terremoto no México.

A magnitude do tremor desbancou o registrado em 19 de setembro de 1985, de 8,1 graus na escala Richter, que deixou milhares de mortos e desaparecidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos