Bahamas ficam sem eletricidade e isolada após passagem do furacão "Irma"

San Juan, 9 set (EFE).- As Bahamas, um arquipélago atlântico formado por 700 ilhas, sofreu os embates do poderoso furacão "Irma", que deixou milhares de pessoas sem eletricidade e um número indeterminado de vítimas, segundo afirmam moradores nas redes sociais.

Com ventos máximos de 295 quilômetros por hora, o furacão "Irma" passou pelas Bahamas como um ciclone de categoria 5 - a máxima na escala Saffir-Simpson - após impactar na sexta-feira nas ilhas Turcks e Caicos, depois de fazer o mesmo desde o meio da semana nas Pequenas Antilhas, em Porto Rico e na República Dominicana.

Em um vídeo publicado no Twitter por um cidadão das Bahamas é possível ver o desaparecimento do mar perto de um cais, afetado pela forte ressaca com ondas de mais de seis metros de altura provocada pela passagem do ciclone.

O ministro de Turismo das Bahamas, Dionisio D'Aguilar, disse à imprensa local que o governo tinha fechado o aeroporto internacional na capital, Nassau, e que cerca de 4.100 turistas estão visitando o páis nestes dias.

O furacão "Irma" deixou, por enquanto, mais de 20 pessoas mortas, mas se espera que este número se eleve após sua passagem por Bahamas e Cuba.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos