Mais de 900 bombeiros combatem dois grandes incêndios no centro de Portugal

Lisboa, 9 set (EFE).- Mais de 900 bombeiros combatem, neste sábado, dois grandes incêndios em dois municípios do distrito de Castelo Branco, no centro de Portugal, onde também foram utilizados 274 veículos terrestres e 11 meios aéreos.

O incêndio mais preocupante é o que afeta a área municipal de Sertã, onde trabalham 572 bombeiros para apagar as chamas iniciadas ontem à tarde e intensificadas na madrugada de hoje.

Os bombeiros são auxiliados por 176 veículos terrestres e oito meios aéreos, segundo informações da Proteção Civil de Portugal.

Também em Castelo Branco foi registrado outro grave incêndio, no município de Covilhã, onde trabalham 329 bombeiros.

São dois dos três incêndios ativos hoje em Portugal, o terceiro deles, de menores dimensões, no município de Figueira de Castelo Rodrigo, no distrito de Guarda (centro do país), estão em ação 26 bombeiros.

Castelo Branco é o distrito mais afetado pelas chamas registradas neste ano em Portugal.

Na região, pegou fogo em 17% do total de 213.986 hectares até o dia 31 de agosto, segundo um recente relatório do Instituto de Conservação da Natureza e as Florestas (ICNF) português.

Os dados que 2017 é o pior ano da última década em termos de área consumida pelo fogo, que também provocou recentemente a maior tragédia florestal na história de Portugal com o incêndio de Pedrógão Grande.

Este incêndio, registrado em junho, deixou 64 mortos e mais de 250 feridos no centro do país, onde após a tragédia, foi promovida uma reforma florestal para melhorar a prevenção e o combate aos incêndios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos