Ataques russos sobre Deir ez-Zor deixam 21 mortos nas últimas 24 horas

Cairo, 10 set (EFE).- Pelo menos 21 pessoas morreram nas últimas 24 horas em supostos ataques da aviação da Rússia sobre cidades situadas às margens do rio Eufrates na província de Deir ez-Zor, informou neste domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Entre as vítimas mortais há quatro pessoas de uma mesma família, integrada por um homem, sua esposa e seus dois filhos. O número de mortos ainda pode aumentar devido ao fato que há feridos em estado grave, advertiu o Observatório.

Os aviões de guerra russos intensificaram seus bombardeios contra embarcações que transportam pessoas, assim como veículos, entre as margens ocidental e oriental do rio, e até 40 barcos foram alvos dos ataques aéreos desde ontem.

A área onde se concentram os bombardeios se situa entre a cidade de Abulail, na ribeira ocidental, e as localidades da Al Dahla e Al Sabja, na margem oriental.

Os cidadãos de Albulil estão usando estas barcas para cruzar o Eufrates e fugir do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), que controla o território, já que a aviação da Rússia e da coalizão internacional - liderada pelos Estados Unidos - destruíram a maioria das pontes que conectavam ambas margens.

Deir ez-Zor é alvo de uma ofensiva do exército sírio desde o início do mês, enquanto as Forças da Síria Democrática (FSD), aliança encabeçada por milícias curdas que contam com o apoio da coalizão, se dirigem atualmente à província para a disputa.

Essa província, controlada pelo EI desde 2014, é um dos últimos feudos do grupo terrorista na Síria, depois que a organização radical perdeu parte dos seus domínios na sua capital de fato, Raqqa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos