Furacão "Irma" avança para costa sudoeste da Flórida com ventos reforçados

(Atualiza com último boletim do NHC).

Miami (EUA), 10 set (EFE).- O furacão "Irma" se aproxima da costa sudoesta da Flórida com ventos que rondam 215 quilômetros por hora, após ter tocado terra nas ilhotas do estado, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC).

Segundo a trajetória prevista pelo NHC em seu último boletim, o olho do furacão "deve mover-se em breve sobre as ilhotas inferiores para deslocar-se depois, nesta tarde e noite, perto ou sobre a costa oeste da península da Flórida".

A previsão é que na segunda-feira à tarde o olho de "Irma" se desloque pelo norte do estado e pelo sudoeste da Geórgia.

"Irma", que já fez três vítimas fatais na Flórida, após ter deixado pelo menos 25 mortos e consideráveis danos materiais no Caribe, se encontra 125 quilômetros ao sul-sudeste de Naples e 180 quilômetros ao sul-sudeste de Fort Myers, ambas cidades no estado da Flórida.

O furacão se desloca para o norte com uma velocidade de translação de 15 km/h e apresenta ventos máximos de 215 km/h, com sequências mais fortes.

Ainda que os especialistas prevejam seu "enfraquecimento", "Irma" permanecerá como um "poderoso furacão enquanto se move perto ou sobre a costa oeste da Flórida".

Por essa razão se mantém um aviso de ressaca ciclônica para o sul da Flórida, tanto na costa leste como na oeste.

O NHC alertou que não se deve sair à rua mesmo que diminuam os ventos quando passar o olho do furacão, pois os "ventos perigosos voltarão muito rapidamente", quando o centro do ciclone se afastar.

Os ventos com força do furacão se estendem até 130 quilômetros do centro de "Irma", enquanto os seus ventos de tempestade tropical são sentidos a até 350 quilômetros.

Junto aos ventos, os perigos vêm também das fortes precipitações, que poderiam deixar acúmulos de água de até 635 milímetros nas ilhotas e de até 508 no sul da península.

Além disso, o aumento do nível do mar, que poderia alcançar 4,5 metros no extremo sudoeste da península da Flórida, poderia alagar cidades como Naples, Fort Myers e Marco Island.

Outro dos principais perigos são os tornados e o Serviço Nacional de Meteorologia emitiu um aviso para todo o sul do estado até o meio-dia (13h de Brasília).

Tudo isso provocou a emissão de ordens de evacuação obrigatória de 6,3 milhões de pessoas, o que gerou intermináveis engarrafamentos nas estradas em sentido norte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos